Como os avanços tecnológicos têm contribuído na detecção precoce dos distúrbios da tireoide?

Como os avanços tecnológicos têm contribuído na detecção precoce dos distúrbios da tireoide?

A Siemens Healthineers possui portfólio completo, tanto para os exames de diagnóstico de hiper como para o hipotireoidismo e a Doença de Graves.

Brasil

|

Um glândula localizada na parte anterior do pescoço e em formato semelhante ao de uma pequena borboleta, assim é descrita a tireoide que produz hormônios para o corpo humano que irão interferir no crescimento, peso, coração, na memória, na regularidade dos ciclos menstruais, fertilidade, na concentração, no controle emocional, no humor, na disposição física e emocional e mais inúmeras interações que dependerão da quantidade insuficiente ou exagerada decorrentes dessa liberação hormonal.¹

O fato é que esta glândula participa da regulação de órgãos como o coração, cérebro, fígado e os rins e o seu mau funcionamento pode levar a algumas patologias no organismo, há aproximadamente 200 milhões de pessoas no mundo que sofrem com algum distúrbio proveniente da tireoide². Por isso, os exames para diagnóstico analisar se há excesso ou falta dos hormônios T3 (triiodotironina), FT3 (triiodotironina livre), T4 (tiroxina) e o FT4 (tiroxina livre), a Siemens Healthineers possui o portfólio completo para essas análises.

Quando há insuficiência hormonal ocorre o hipotireoidismo, que pode levar ao aumento de peso, cansaço constante, falta de concentração, depressão, infertilidade doenças cardíacas e distúrbios na gravidez, por exemplo. Já no hipertireoidismo há o excesso dos hormônios que pode ter como consequência a perda de peso, agitação, sono irregular, apesar de se sentir cansada, o coração acelera e o intestino solta.

A Siemens Healthineers conta com um amplo menu para avaliar as funções tireoidianas e diagnóstico do hipotireoidismo e - hipertireoidismo, bem como identificar se trata-se de uma doença de origem autoimune. Entre este menu amplo destaca-se o ensaio sensível de TSH de terceira geração, e testes de autoanticorpos anti-tireóide³. Estes testes: TSH, T4 Livre, T3 Livre, T3 total, T4 total, anti-TPO e anti-Tg são analisados por meio dos equipamentos de imunologia Atellica® IM Analyzer, e ADVIA Centaur com tecnologia avançada para detectar e monitorar irregularidades da função tireodiana:

O hipertireoidismo, muitas vezes é a causa da Doença de Graves, caracterizada por sintomas como hiperatividade, nervosismo e irritabilidade; excesso de calor e suor; palpitações cardíacas; perda de peso, mesmo com o apetite aumentado; diarreia, bócio (que é o aumento da tireoide, provocando inchaço na parte inferior da garganta);entre outros. O ensaio TSI realizado no IMMULITE 2000/2000 XPi da Siemens Healthineers é utilizado para identificar se o hipertireodismo é devido a doença de graves ou outra origem.


O avanço dos ensaios junto com a evolução do diagnóstico por imagem

Para reforçar os resultados gerados pelo diagnóstico laboratorial, o endocrinologista geralmente analisa também uma ultrassonografia da tireoide, que é o exame de imagem que poderá mostrar as dimensões da glândula, onde e como ela está localizada. Geralmente, feito nos equipamentos ACUSON Sequoia ou no ACUSON Redwood é possível ter uma visão ampla da glândula e se há ou não presença de nódulos. O reconhecimento de um nódulo na tireoide é muito importante quando feito precocemente: estima-se que 60% da população brasileira tenha nódulos na tireoide em algum momento da vida, mas isso não significa que sejam malignos, apenas 5% são cancerosos¹.


Sobre a Siemens Healthineers 

A Siemens Healthineers colabora para que os profissionais da saúde em todo o mundo alcancem melhores resultados, capacitando-os em sua jornada para expandir a medicina de precisão, transformando o atendimento, melhorando a experiência do paciente e digitalizando a saúde. Líder em tecnologia médica, a Siemens Healthineers está constantemente inovando seu portfólio de produtos e serviços em suas principais áreas de diagnóstico por imagem, em diagnósticos laboratoriais e medicina molecular. A Siemens Healthineers também está desenvolvendo ativamente seus serviços digitais de saúde e serviços corporativos. No ano fiscal de 2019, que terminou em 30 de setembro de 2019, a Siemens Healthineers gerou receita de € 14,5 bilhões e lucro ajustado de € 2,5 bilhões e possui cerca de 52.000 funcionários em todo o mundo. Mais informações estão disponíveis em www.siemens-healthineers.com.br


Contato

Mabel SantosSiemens Healthineers Communications